História de Natal: a história de Belém ou Manjedoura

História de Natal: a história de Belém ou Manjedoura



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O presépio, também conhecido como presépio, é um dos símbolos cristãos mais conhecidos e usados ​​no Natal, e até mesmo um dos mais tradicionais, como a leitura de ‘Canção de Natal’ de Charles Dickens. Mas, qual é a história do presépio?

História de Belém ou Manjedoura

A representação do nascimento de Cristo é uma tradição da Igreja com mais de oito séculos de história. Tudo começou com o Belém de San Francisco de Asís em 1223, localizado em Greccio (Itália).

São Francisco foi consagrado à Natividade de Cristo e no Natal de 1223, estando na ermida de Greccio, sentiu a necessidade de reproduzir o mistério do nascimento, solicitando autorização à Papa Honório III.

São Boaventura (Juan de Fidanza 1217 - 1274), um teólogo e cardeal italiano, é quem narrou este acontecimento de São Francisco de Assis:

Três anos antes de sua morte, ele (Francisco) quis celebrar em Greccio a memória do nascimento do Menino Jesus, e quis fazê-lo com toda a solenidade possível, a fim de aumentar ainda mais a devoção dos fiéis. Para que a coisa não fosse julgada mania de novidade, primeiro pediu e obteve a permissão do Sumo Pontífice.

Em sua narração, conta que São Francisco, auxiliado por Juan de Grecio, começaram os preparativos para a Belém 15 dias antes de 25 de dezembroEscolhendo um local aberto, colocaram um pano branco, cheio de feno, e trouxeram um burro, um boi e outros animais.

Nove dias antes de 25 de dezembro, convocou o povo e celebrou uma missa na presença da representação do nascimento.

Francisco também celebrou a véspera de natal, que encenou numa gruta perto do castelo de Greccio, sendo este o seu acto mais conhecido.

A inclusão do boi e do jumento em Belém deve-se a uma leitura de São Francisco no livro de Isaías: «O boi conhece o seu dono e o burro a manjedoura do seu dono. Israel não sabe, meu povo não discerne»(Isaías, 1, 3).

Depois de estudar História na Universidade e depois de muitos testes anteriores, nasceu Red Historia, um projeto que surgiu como meio de divulgação onde você pode encontrar as notícias mais importantes sobre arqueologia, história e humanidades, bem como artigos de interesse, curiosidades e muito mais. Em suma, um ponto de encontro para todos onde possam compartilhar informações e continuar aprendendo.


Vídeo: O Presente de Natal!